Num comunicado publicado hoje, a Autoridade Marítima Nacional (AMN) realça que a campanha "Não dê férias à segurança" pretende sensibilizar para "uma cidadania responsável, através de recomendações no âmbito da segurança e de comportamentos a adotar nas praias que ajudem a minimizar os riscos de acidentes balneares".

"Durante a época balnear 2021, já ocorreram nove acidentes mortais, sendo a causa provável, na larga maioria das situações, doença súbita. Este ano, tal como nos últimos anos, verificamos que muitas das situações que resultam em acidentes nas praias não se devem a pessoas em dificuldades na água, mas a outras situações como paragens da digestão, choque térmico, desidratação ou paragem cardiorrespiratória", sublinhou a AMN, num comunicado.

Entre as recomendações, as duas entidades reforçam que devem ser frequentadas as praias vigiadas, respeitando as indicações das autoridades e dos nadadores-salvadores, evitadas as exposições ao sol entre as 11:00 e as 16:00, deve ser usado protetor solar com fator superior a 30 de duas em duas horas, que se opte por refeições ligeiras, respeitando os períodos de digestão, e que não se deixe lixo nas praias.

As entidades apelam ainda para que os utentes prefiram praias vigiadas com baixa taxa de ocupação, que pode ser consultada na aplicação InfoPraia, e que seja respeitada a sinalização das praias.

Em caso de emergência, devem ser chamados os nadadores-salvadores ou contactado o número de emergência nacional 112.

No âmbito da prevenção contra a covid-19, os utilizadores das praias devem usar máscara na deslocação até ao areal e manter o distanciamento físico, nomeadamente com o respeito pela distância de 1,5 metros entre toalhas e de três metros entre chapéus de sol.

A AMN pede ainda especial atenção às crianças, principalmente perto da água, que se tenha em atenção a profundidade dos locais de mergulho e que sejam evitadas as arribas instáveis.

 

RCS // MLS

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.